quinta-feira, 23 de junho de 2016

Hoje,

Hoje, um dia frio cinzento dá o tom da tristeza ou saudade ou melancolia, quem liga?
O sol mudá ia esses tons baixos? se o calor é meu, o frio é meu.
A solidão é minha...confiar em quem?
Tudo é motivo de críticas e ou julgamentos ou deixar alguém bravo.
Fico assim paaralizada, cansada.
Tanto por fazer e faço nada.
Aqui na frente dessa tela clara e quente que oferece calor de máquina.
Quanta falta faz um beijo, um abraço, um cheiro.
Uma boa prosa...
Apenas o som do teclado...
A saudade do ser, da liberdade de ir vir.
Autonomia que perdi.

Nenhum comentário: