sábado, 1 de maio de 2010

Resenha do livro A Cabana

Depois de passar por uma tragédia familiar, Mark passa a viver momentos de grande tristeza, vive questionando os designo de Deus e desacredita que ele seja mesmo bom.


Ao contrário de sua esposa Nan, uma mulher que acredita na bondade de Divina uma mulher de fé inabalável.

Juntos tiveram 5 filhos, que segundo o narrador todos lindíssimos, beleza que "pegaram" do pai, pois pra ele sua mulher conservava a dela.

Depois de um certo afastamento, um dia Mark pedi seu amigo Wille, que escreva pra ele essa experiência de um fim de semana que ele passou com Deus. Pois ele gostaria de deixar por escrito para sua família, sua mulher e filhos que ele ama muito.

Wille atendi ao pedido do amigo e relata todos os pormenores desse encontro inusitado, nesse incrível livro, A Cabana.

Esse encontro aconteci numa cabana abandonada perdida na mata, um lugar onde ele jamais pensou em voltar.

Mark convive de forma presente com Deus, dialogando, fazendo refeições e com a oportunidade de resolver todas as suas duvidas sobre o perdão e outras angustias relacionadas a fé, a Igreja e a religião.

O livro é fácil de ler, os olhos deslizam sobre as palavras escritas como se estivessem de patins.

E durante e depois da leitura, a reflexão acompanha o leitor questionando sobre assuntos importantes, antes feito por quem lê.

O que mais encantou nessa obra, é que ela nos leva a refletir sobre todos os temas que o autor aborda.

Adorei esse livro, o primeiro que li desse autor. Porque as minhas duvidas e respostas, também estavam lá na cabana de forma surpreendeste, na narrativa de William P. Young.

Nenhum comentário: